Growth Hacking: o que é e como usar em sua empresa.

Você já deve ter ouvido falar em algum momento no termo Growth Hacking, não é mesmo? Mas afinal, o que é Growth Hacking Trata-se de um termo inventado por Sean Ellis que, segundo ele, é um marketing orientado a experiências com o objetivo de encontrar oportunidades de crescimento rápido visando uma empresa. 

Contudo, pensando em explorar melhor esse tema e explicar para você o que é Growth Hacking e porque ele é importante no seu negócio, resolvemos trazer esse conteúdo. Para entender melhor, continue acompanhando com a gente. Boa leitura!

 

O que é Growth Hacking?

O maior desejo de toda empresa é o crescimento e a expansão, principalmente para quem está começando no mundo dos negócios, certo? Na realidade, uma nova empresa pode levar mais tempo para experimentar o desenvolvimento de produtos ou serviços e o crescimento dos negócios. E é nesse momento que entra o Growth Hacking.

Ele ajuda a acelerar o crescimento da sua empresa, fazendo com que os resultados aconteçam de maneira saudável, porém, mais ágil. Você precisa considerar o Growth Hacking para o seu processo de desenvolvimento de negócios se quiser que seu negócio cresça rapidamente.

O processo de Growth Hacking oferece um modelo e uma abordagem nítida  sobre como planejar e executar o crescimento do seu negócio, ele estrutura e orienta você no processo de crescimento e fornece as ferramentas necessárias para ajudá-lo a implementar o processo de Growth Hacking.

 

Alguns exemplos de Growth Hacking

Para você entender um pouco mais sobre o que é o Growth Hacking na prática, separamos dois exemplos claros e objetivos de plataformas que você com certeza conhece. Vamos lá?

 

Facebook

Recentemente, o Facebook atingiu 2,3 ​​bilhões de usuários ativos e, grande parte desse sucesso, sem dúvidas, vem diante da mentalidade de Growth Hacking que foi adotada pela empresa desde o início de sua trajetória. Quando a plataforma de mídia social se tornou acessível a todos, o desafio enfrentado pela empresa foi como conquistar novos usuários e tornar a plataforma atraente para todos os públicos.

E diante dessa estratégia, o primeiro Growth Hack que o Facebook fez, foi permitir que as pessoas pudessem adicionar widgets (que são elementos de interação, como janelas, botões, menus, ícones, barras de rolagem etc.) e emblemas aos seus sites. Com isso, as pessoas que visitavam o site eram convidadas a curtir a página do site no Facebook e acabavam criando seu próprio perfil.

Mas além disso, outra ação usada pelo Facebook, foi em relação a retenção de novas contas, pois logo após entender o comportamento de cada usuário, os profissionais de Growth Hackers e o restante da equipe de crescimento da plataforma da rede social, criaram uma métrica de ativação que foi a seguinte: “Aqueles que adicionam conscientemente 7 amigos nos primeiros 10 dias após ingressarem na plataforma têm uma chance maior de se tornar um usuário ativo”.

Com esse hack em mente, eles criaram recursos e soluções poderosas para possibilitar que os novos usuários encontrassem facilmente seus primeiros 7 amigos. Genial, não é mesmo?

 

LinkedIn

Quando o LinkedIn foi lançado, muitos profissionais de negócios achavam que nunca teriam sucesso, não colocam muita expectativa na plataforma. Isso porque, naquela época, as mídias sociais eram principalmente para adolescentes e jovens adultos que queriam trocar fotos e histórias.

Contudo, o fundador do LinkedIn viu uma oportunidade de conectar profissionais, diminuir as barreiras entre empresas e pequenas empresas e dar aos candidatos a emprego uma plataforma para se conectar com potenciais empregadores e crescer profissionalmente.

Criaram uma estratégia de crescimento rápido para se tornar a rede social focada no profissional, como uma das melhores do mundo, não concentrando em ganhar dinheiro no início, mas sim, de conquistar novos usuários o mais rápido possível.

E diante disso, a plataforma se tornou a rede social preferida dos profissionais, criando assim, o LinkedIn Premium, uma estratégia lucrativa de monetização para seus desenvolvedores.

 

Já deu pra entender o quão poderoso o método de Growth Hacking é para as empresas, não é mesmo?

Além disso, trabalhar em coworkings também pode te trazer diversos benefícios, entre eles, o crescimento acelerado, por estar inserido em um ambiente cheio de possibilidades e networking.

Compartilhar

Veja Também

COWORKING NO BOM DIA SE

Entrevista concedida pelo Sr. Rosivaldo Nascimento, Delegado Regional Norte/Nordeste.   Edição veiculada em 29/01/2015. http://g1.globo.com/se/sergipe/bom-dia-sergipe/videos/t/edicoes/v/coworking-e-uma-proposta-de-economia-para-empresarios/3926861/

Leia mais